Devolvido a abrigo, cão com ‘presas’ busca por nova família que o aceite como ele é

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

Quando tinha seis meses de idade, Caesar foi adotado do abrigo Ruff House Rescue, o qual está localizado em Island Park, Nova York. No entanto, depois de 10 anos e meio, foi entregue ao resgate com a alegação de que ele "estragou muitos tapetes".

Sem entender direito o que está acontecendo, o canino sênior vem se adaptando à nova vida juntamente com sua outra família adotiva temporária.

Esta, por sua vez, já adora tudo aquilo que sua personalidade vem demonstrando, incluindo seus dentinhos de 'morsa' que lhe dão um charme especial.

Em entrevista ao The Dodo, a tutora provisória do cãozinho, Kathleen Gioeli, disse que ao abrir a porta do carro pela primeira vez, ele estava sentado em sua caminha muito nervoso.

"Ele olhou para mim e imediatamente me apaixonei por suas 'presas'. Liguei para minha irmã e disse à ela que ele havia chegado e parecia uma morsa. Dizemos que ele é uma morsa de dia, morcego à noite – seus grandes olhos e dentes são tudo o que você pode ver à noite".

O apelido carinhoso de 'morsa' vem por conta de seus dois dentes inferiores que se projetam para fora da boca, assim como acontece com o grande mamífero marinho.

Sua antiga família contou ao abrigo que seus dois dentes foram se deslocando para o lado com o passar do tempo.

Mas, ao contrário do que possa parecer, Caesar não sente dor e consegue se alimentar e beber água normalmente.

Ainda tímido, a nova família acredita que há uma grande personalidade escondida dentro dele, portanto, não veem a hora dela começar a emergir.

"Ele tem olhos gentis, busca o afeto humano acima de tudo, é educado com meus cães e gosta de cada migalha de comida que lhe é dada", pontua Kathleen.

De acordo com ela, Caesar também gosta muito de tomar sol, aconchegar-se em sua cama, além de receber abraços e passear de carro.

"Eu sei que há muito mais camadas em sua doce alma que ele ainda não se sentiu confortável em compartilhar. Ele chegará lá eventualmente com amor e tempo!", complementa.

Apesar de seus charmosos dentes tortos terem chamado a atenção de possíveis adotantes, Caesar ainda aguarda encontrar um novo lar definitivo que lhe dê muito amor e lhe aceite do jeito que é.

Dentes tortos

Segundo o site "Vida de bicho" muitos profissionais da área acreditam que a causa de dentes tortos em cães e gatos está ligada a genética, porém também podem ser causados pelo hábito de morder determinados objetos.

Em muitos casos, a persistência dos dentes de leite na boca do animal também podem gerar dentes tortos, pois os dentes permanentes ficam sem espaço.

"Cães e gatos trocam os dentes entre o quarto e o sexto mês. O normal é o de leite cair e, em alguns dias, o permanente começar a nascer", explica o médico-veterinário Herbert Corrêa ao site.

"Em alguns casos, especialmente em raças pequenas, pode ocorrer a persistência dos dentes de leite, ou seja, ele não cai e nasce o permanente. Quando acontece essa condição, o ideal é que o de leite seja extraído por um dentista veterinário", acrescenta.

Mesmo sem os dentes tortos, o veterinário ressalta sobre a importância de acostumar cães e gatos com a escovação dentária desde filhotes.

Isso deve ser feito diariamente com uma pasta veterinária específica para este caso e com uma escova humana de cabeça pequena e cerdas macias.

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário