Patinho com necessidades especiais fica maravilhado ao sentir a chuva pela 1ª vez; vídeo

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

Com apenas um dia de vida, o pato Cheerio chegou ao Here With Us Farm Sanctuary, em South Central, Pensilvânia, nos Estados Unidos. Após ser resgatado por Amanda Clark, ela não achava que o animal sobreviveria. Agora o pato, que está com 10 meses, experimenta experiências pela primeira vez, como a chuva.

O "Here With Us Farm Sanctuary, em South Central", é um centro de resgate de animais de fazenda, sem fins lucrativos. Tem como missão fornecer um lar seguro e amoroso aos animais maltratados e negligenciados, além de mostrar às pessoas que os animais de fazenda precisam receber cuidados especiais.

O pato Cheerio tem agora 10 meses, e desde sua chegada ao centro, está conhecendo 'novos prazeres' da vida, um deles é a chuva. Sua tutora, Amanda, faz questão de registrar todos os avanços do animal.

"Quando Cheerio viu e sentiu a chuva pela primeira vez, foi pura alegria", disse Amanda em entrevista ao The Dodo. "Seu rostinho se iluminou. Você podia ver o quão curioso ele estava e quão feliz por estar experimentando isso."

Para o pato, que possui necessidades especiais, o momento foi um marco importante em sua vida. Cheerio não tem um dos olhos, além de possuir sérios problemas neurológicos, que o impedem de andar sem ajuda.

Mesmo assim, o patinho aprecia as pequenas coisas da vida e curte cada fase de um novo aprendizado.

"Foi difícil não chorar – vê-lo experimentar algo pela primeira vez que muitos patos experimentam o tempo todo", disse Amanda.

"Ele ficava olhando para a chuva e tinha a carinha mais feliz!"

O santuário acolhe outros 200 animais de fazenda, que assim como Cheerio, foram resgatados.

Mesmo com tantos outros animais ao seu lado, foi o patinho que 'conseguiu' dar alegrias à vida de Amanda.

"Cheerio mudou minha vida de muitas maneiras", disse. "Ele é tão determinado e verdadeiramente uma inspiração para sempre continuar, tentando e nunca desistir. Encontrar alegria até nas pequenas coisas. Ele é apenas um garotinho incrível", complementa Amanda.

Alguns animais portadores de deficiência, porém, encontram dificuldades para serem adotados, respeitados e amados por uma família humana. Para eles a rejeição é algo 'comum' e encontrar um lar, é sempre uma dificuldade, mesmo com a ajuda de feiras de adoção.

"A maior dificuldade está no preconceito e na falta de informação. As pessoas, geralmente, chegam mal-informadas sobre pets cadeirantes e idosos. Querem animais muito novos e em perfeitas condições", explica Maria José Veloso, voluntária de um grupo que incentiva a adoção, em entrevista à revista 'Saúde Plena', no ano de 2014.

Para ela é necessário que as pessoas vejam que animais deficientes podem ter qualidade de vida, pois há tratamentos como fisioterapia e acupuntura, que auxiliam na melhora.

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário