Mulher entra na lavanderia e se apavora com 'monstro' esperando por ela

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

Era um dia comum, cheio de afazeres para a americana Angie Preciado que reside no Arizona, e uma das tarefas era colocar a área de serviço em ordem.

O ambiente sempre está com a porta fechada, então é comum ela abrir sem ficar observando o chão, pois sabe que não encontrará nada de estranho por ali. Mas nesse dia não foi bem isso que aconteceu. Ao abrir a porta, ela foi recebida com um assobio alto e um animal gigantesco correndo para longe.

Assustada, ela nem conseguiu assimilar o que estava acontecendo, precisou de um minuto para se recompor e então analisar o animal para novamente entrar em choque.

"Naturalmente eu recuei, quase acabando em cima da minha secadora", disse Angie. "Ele, felizmente, foi na direção oposta a minha e atrás do cesto da lavanderia. Ao escapar da minha lavanderia e fechar a porta com uma vassoura para tapar a entrada do gato na minha casa, liguei para o meu marido e disse a ele… 'Tem um monstro na lavanderia.'"

O Monstro de Gila é um lagarto peçonhento da família dos helodermatídeos, encontrado no sudoeste dos EUA e noroeste do México, com até 60 cm de comprimento, coloração preta e rosada. É um dos três únicos lagartos venenosos do mundo. Ele geralmente não ataca. Possui uma mordida muito dolorosa, e é lento.

"Não tenho absolutamente NENHUMA ideia de como ele entrou na minha casa ou quanto tempo ficou lá, nem sei se ele 'viajou' pela minha casa antes de terminar lá", disse Angie.

Ao receber a notícia, o marido de Angie não acreditou no visitante que estava em sua casa a não ser quando levantou o cesto de roupa suja e avistou o animal ali, tão confuso quanto sua esposa.

Logo, o casal ligou para o Corpo de Bombeiros pedindo ajuda para removerem o réptil dali e levá-lo para o seu hábitat, e a reação dos bombeiros foi a mesma do marido de Angie, não acreditaram.

"Eles também acharam que seria outra coisa, mas vieram assim mesmo, e quando os dois senhores entraram na lavanderia e retiraram a cesta, também ficaram surpresos", disse Preciado.

Os bombeiros colocaram o animal dentro de uma caixa de madeira e, posteriormente, o levaram para um lugar bem longe dali, soltando-o na natureza.

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário