Uma ‘adoção forçada: Gata de rua entra em casa de desconhecida todos os dias para dormir e surrupiar comida

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

Quando Jessica Heidelberg se mudou para uma nova casa, ela não estava esperando adotar outro gato de estimação, mas ela não conseguiu escapar de uma 'adoção forçada'.

Do lado de fora da casa dela vivia uma felina cinza que sentiu uma proximidade com a filha de Jessica.

A felina passou a se aproximar da casa em busca de comida, mas a presença dela sempre causa briga e atritos entre os outros três gatos da dona de casa. A partir do momento em que ela começou a receber comida separada dos outros tudo melhorou.

A criança de 6 anos passou a levar a gatinha para dentro de casa, e desde então ela nunca mais saiu. Exceto por livre e espontânea vontade.

"Ela é muito doce e fofinha, mas não gosta de ficar dentro de casa o tempo todo, então dou a ela a liberdade de escolher", disse Jessica.

Mas não é só isso que a gatinha gosta de fazer, ela também adora subir na cabeça da tutora e brincar de 'cabeleireira'.

"Ela claramente prefere comer meu cabelo. Ela também gosta de deitar, ficar em pé ou cochilar no meu peito. Às vezes ela gentilmente morde meu rosto com carinho. Mas ela adora 'arrumar' meu cabelo sempre que me sento na minha cadeira favorita", acrescentou Jessica.

Agora a gatinha foi batizada de 'Grey', que significa cinza, fazendo comparação com a pelagem da felina. Era pra ser apenas um gato da vizinhança, mas ela já conquistou o coração da família inteira.

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário