Salva uma ave de rapina e ela nunca mais vai embora: "é o agradecimento por tê-la ajudado"

Sabemos o quanto os animais são capazes de nos proporcionar emoções únicas com gestos e expressões de carinho. Normalmente, porém, são os cães, gatos e outros animais "domésticos" que fazem tudo isso. Eles se apegam, nos dão amor e confiam em nós, afinal estão acostumados ao contato com o homem e isso tende a não perturbá-los. Pelo contrário, há mais animais selvagens que com maior dificuldade permitiriam aos humanos de interagirem com eles e, mais ainda, tocá-los.

Não foi assim para o protagonista da história que queremos contar. Ele, Steven, é um homem comprometido com a proteção do meio ambiente e seu trabalho é identificar e erradicar parasitas. Mas vamos ver o que aconteceu em um dia de trabalho muito normal.

Steven Gonzales, junto com um estagiário dele, estava de plantão e prestes a verificar o quintal de um cliente quando notou algo estranho. Em uma banheira cheia de água havia um grande pássaro tentando escapar. Quem sabe por que ele havia caído ali, o fato é que devido às asas molhadas e o consequente maior peso, o pássaro não conseguiu alçar voo e sair dali. Uma ave de rapina tão ameaçada poderia reagir mal na presença de um homem, mas neste caso foi diferente.

Steven imediatamente se aproximou e ficou surpreso ao vê-la tão calma enquanto tentava pegá-la. "Ela não ficou irritada, mas fez questão de que eu conseguisse pegá-la. - disse o homem - Ela entendeu que eu queria ajudá-la e confiou em mim. Agarrei-a pelas patas e a puxei para fora da água".

Houve um momento em que o pássaro bateu as asas, mas depois deixou Steven continuar cuidando dele. Ele evidentemente tinha um sexto sentido e sentiu que aquele humano estava lá para cuidar dele e nunca lhe faria nenhum mal. Por algum tempo ele não se afastou de Steven: "Ele se sentiu relaxado e protegido ao meu lado, ele não queria me deixar". - disse nosso protagonista novamente. Tudo isso foi filmado pelo assistente de Steven e felizmente tornado público.

Quando o animal se acalmou e o medo passou, Steven entrou em contato com a Cave Creek, uma organização sem fins lucrativos que lida com animais necessitados. Eles seriam os guardiões da ave de rapina até que ela se recuperasse completamente.

Nos dias seguintes, Steven sempre foi atualizado sobre o progresso da sua amiga e até conseguiu dar um nome a ela. "Dei-lhe o nome de Lucena, em homenagem à minha filha". Sempre um grande amante dos animais, Steven também tinha trabalhado como voluntário para a salvaguarda de pássaros, então ele não tinha medo de se aproximar de uma ave que geralmente pode ser intimidadora.

É sempre bom ouvir histórias parecidas e saber que episódios legais, lindos e emocionantes como esse acontecem mundo afora. As imagens do vídeo comprovam isso.

Comentário do usuário