Cachorro ganha lar temporário após ficar três dias aguardando seu dono morador de rua internado em hospital

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

Um cãozinho tem comovido moradores da cidade de Armênia, na Colômbia, por tamanha lealdade com o seu dono, um morador de rua.

O pequeno de pelagem preta se chama Moisés e passou três dias esperando o seu tutor chamado Adolfo, do lado de fora do hospital San Juan de Dios, em que está internado para se recuperar de uma infecção pulmonar.

Habitantes do local ao saberem da história ficaram comovidos e uma empresa se propôs a oferecer lar temporário para o pequeno, enquanto o dono está internado.

"O cachorro estava com uma sacola com as roupas do homem e não largava. É incrível o que esses bichos fazem por nós. Assim que colocamos a jaqueta de um homem ao lado dele, ele se acomodou ali. Moisés é um querido, ele é super dócil e muito nervoso. Chorou muito com saudades do mestre, mas comeu bem ", disse a empresária Sammy Quiceno ao El Tiempo.

O cachorrinho vive com o homem há muitos anos perto de um semáforo em frente à instituição de ensino INEM José Celestino Mutis, no norte da Armênia e essa foi a única vez que o peludinho se separou dele.

E o amor é recíproco, pois segundo a empresária que adotou Moisés temporariamente, o homem tentou sair do local para alimentar o seu amigo de quatro patas.

"Uma enfermeira até me disse que o homem tentou se levantar para trazer comida para o cachorro, mas por causa de sua condição não o deixaram e tiveram que sedá-lo", disse Sammy.

O caso aconteceu no último sábado, 19, quando Adolfo começou a passar mal e algumas pessoas o colocaram no carro junto com o cão e seus pertences e o levaram ao hospital. Desde então, Moisés ficou do lado de fora até o dia 22 esperando o seu dono junto dos objetos pessoais.

Além de Moisés receber ajuda a população se uniu para ajudar o morador de rua.

"Algumas pessoas que trabalham no hospital e que viram minhas redes sociais entraram em contato comigo. Estamos tentando ajudar o máximo que podemos, não estou arrecadando dinheiro, mas uma pessoa fez um depósito de 70 mil pesos na conta da minha empresa, com isso vamos comprar algumas coisas que ele precisa, porque ele não tem família, não tem roupa nem nada", contou.

Torço para que Adolfo se recupere o quanto antes para que Moisés se sinta novamente seguro ao seu lado.

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário