Porca resgatada do abate pinta quadros que valem R$150 mil

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

A porca Pigcasso (Pig =porco + Picasso = o pintor espanhol) é uma sensação nas artes. Resgatada do abate quando nasceu, ela virou artista e passou a pintar quadros valiosos.

Recentemente, ela quebrou um recorde, após ter sua obra "Wild and Free" ("Livre e selvagem", em português) vendida por 20 mil euros, aproximadamente R$ 150 mil. Ela é considerada uma das obras de arte mais caras já produzida por um animal.

Até então, conforme o jornal Daily Mail, o chimpanzé Congo ocupava a primeira posição de criador da obra de arte mais cara, com a venda de um quadro por cerca de R$ 90 mil, em 2005.

Pigcasso tem 680kg vive em um santuário, na África do Sul. A arrecadação com vendas das obras no site ou em exposições financia um refúgio de animais. Também ajuda nas campanhas para conscientizar a população sobre o impacto ambiental da produção de carne.

Com 608 kg e nome de artista, Pigacasso faz tanto sucesso que até a National Geographic fez um documentário sobre ele em seu 'ambiente de trabalho', mostrando que os animais podem ser criativos e produzir arte.

Como virou "pintora"

Pigcasso foi resgatada de um matadouro na Cidade do Cabo, quando tinha apenas um mês de vida, por Joanne Lefson, ativista e fundadora do refúgio Farm Sanctuary, na Cidade do Cabo.

A dona diz que o animal começou a brincar e a se interessar por lápis e pincéis. "Era a única coisa que ela não comia", conta.

Joanne então começou a treinar Pigcasso dando-lhe comida em troca de pinturas que fazia com o focinho ou segurando o pincel com os dentes.

Sua tutora, Joane Lefson, logo percebeu os dons artísticos do animalzinho, que segundo ela, começou a pintar por vontade própria.

Incentivada pela dona, a porquinha, hoje com cinco anos, já produziu mais de 400 obras de arte originais em 5 anos.

Quadros caros

A "porquinha", como é carinhosamente chamada, tem sua própria galeria de arte e ficou famosa nas redes sociais.

Para se ter uma ideia do valor das obras, em 2020, um quadro do animalzinho foi comprado pelo alemão Peter Esser por cerca de R$150 mil reais, superando os R$90 mil pagos na tela pintada pelo macaco Congo, em 2005.

Joane conta que todo o dinheiro ganho com a venda das obras da porquinha são revertidos na manutenção e reforma da fazenda que abriga diversos animais resgatados de abatedouros sul-africanos.

Os interessados em ver as obras da porquinha podem acessar sua página, que possui mais de 42 mil seguidores no Instagram.

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário