A pedido de amiga no seu leito de morte, mulher adota sua cachorrinha

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

Há décadas, Sônia de Castro Sá e Malta, que residem em Nova Era, Minas Gerais, foram amigas. Malta não se casou e nem teve filhos, nunca gostou de cachorro e nem de frequentar a casa de pessoas que tivessem cachorros até que conheceu Maltinha. Sua aversão a cães se transformou em um amor infinito.

Em entrevista, Sônia contou que também não era muito fã de cães, mas devido a uma perda que teve (a única neta faleceu com cinco meses), não encontrava conforto em nada e nem ninguém.

Nem mesmo Jade, sua cadela da raça pinscher, por um bom tempo não conseguiu aquietar seu coração enlutado. Até que algo mudou.

"Foi então que Jade [cadela] entrou na minha vida de vez. Porque eu chorava muito e ela só queria ficar nos meus braços, ela me olhava com tanta ternura que resolvi deixar dormir até ao lado da minha cama, isso já faz 5 anos".

Percebendo que sua tutora não estava bem, Jade não desistiu de estar ao seu lado até que finalmente Sônia se rendeu aos seus encantos e permitiu que a pet lhe consolasse com o amor que só os pets têm. Contudo, Malta não gostou da aproximação.

"Minha amiga chegava na minha casa implicava o tempo todo com essa situação e eu cada vez mais amando Jade".

O tempo passou e Malta aprendeu a respeitar a decisão da amiga, contudo a reclamação passou a ser da solidão que sentia, pois não tinha nenhuma companhia para conversar além de Sônia.

Foi então que Sônia a motivou a ter um pet, pois assim como Jade estava lhe fazendo bem, um bichinho de estimação também faria bem à ela.

"Ela sempre dizia que estava pensando seriamente no assunto. Foi então que um vizinho do meu filho devolveu um filhote porque não se adaptaram. No mesmo instante resolvi que levaria para Malta, ela não estava se sentindo preparada ainda, mas quando ela viu aquela carinha mais linda ela ficou toda emocionada, chegou a ficar com os olhos cheios de lágrimas. Ela ficou tão emocionada que disse que o coração acelerou, foi amor à primeira vista", relembrou Sônia.

A cachorrinha foi nomeada Maltinha. A pet foi crescendo e a cada dia conquistando ainda mais o coração de Malta, tornando-se o amor de sua vida. Contudo, a vida deu uma reviravolta, antes da cachorrinha completar um ano, Malta foi diagnosticada com câncer.

"Maltinha começou a se entristecer porque estava ficando às vezes muito sozinha, Malta saia muito e cada dia ficava mais doente".

Temendo o futuro da pet, Malta fez um pedido ao filho de Sônia durante uma visita: "ela pediu para que nós ou ele ficasse com Maltinha porque ela estava percebendo que não estava bem, disse que não tinha medo de morrer, mas a grande preocupação dela em partir era deixar Maltinha, sem a certeza de que iria ficar bem cuidada". Entre lágrimas, Malta disse que a pet era o grande amor de sua vida.

No mês seguinte, Malta faleceu. Sônia, mesmo temendo a reação da Jade com a nova pet, cumpriu com a palavra e adotou Maltinha. Após o velório, ela foi até o hotelzinho onde a cadelinha estava hospedada e a levou para casa.

"Ela sempre dormia embaixo da cama de Malta, sendo assim coloquei a dela embaixo da minha também".

Os dias que se seguiram foram tristes para Maltinha que chorava nas madrugadas mostrando a tristeza que sentia pela perda da sua tutora.

"Ela chorava e eu chorava junto porque era muito triste ver o quanto ela estava sofrendo".

Com muito amor, carinho e paciência a pet foi aceitando a nova família e Jade se adaptando com sua 'irmã'.

"Hoje são amigas inseparáveis, graças a Deus tudo se ajeitou, eu e meu marido temos muito amor por ela, ela é muito especial para nós, ela é muito humilde, obediente, e só acrescentou nas nossas vidas".

Malta faleceu com 83 anos. Maltinha completou um ano no mês seguinte e segundo palavras de Malta à Sônia: 'conheci o maior amor da minha vida'.

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário