Menino de 11 anos dá banho em cachorros de rua para incentivar adoção

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

Um garotinho de apenas 11 anos tem mostrado que fazer o bem não depende da idade e sim da bondade do coração. Em entrevista ao Amo Meu Pet, Thiago do Val Sidegum conta um pouquinho da sua história e como surgiu o seu amor pelos animais.

O rapazinho mora com a sua família na cidade de Antônio Prado, no Rio grande do Sul, também conhecida como "a cidade mais italiana do Brasil''. Apaixonado por pets, ele tem 2 cachorras, a Shiva e a Pedrita, e um gato, o Félix.

A Shiva chegou na família depois de Thiago muito implorar a permissão para o seu pai, Eduardo Alexandre Sidegum.

A pequena foi adotada em uma feira de filhotes de uma ONG, na praça central da cidade. Já Pedrita, veio da ONG de uma cidade vizinha, Caxias do Sul. O outro gato Félix havia sido abandonado e o menino, compadecido, intercedeu pelo felino.

Querendo se aproximar ainda mais da causa animal, em 2019, após uma conversa séria com seus pais, Thiago tomou a decisão de se tornar vegetariano. Muitos duvidaram da sua decisão, mas o menino tem mostrado que a escolha foi definitiva.

"Não aceito essas coisas, não acho certo, então decidi que não comeria mais carne. Já fazem dois anos e meio, meus pais me apoiaram e, nesse tempo, muitos disseram que era só uma fase, que eu ia voltar comer carne, mas não", afirmou.

Mas se tornar vegetariano não foi o suficiente e, no final do ano passado, o gauchinho decidiu que precisava fazer algo para esses pequenos indefesos.

Com o coraçãozinho inquieto, contou ao pai que queria dar banho nos doguinhos de rua para eles ficarem limpos e cheirosos, pois assim as pessoas olhariam eles diferente e sentiriam vontade de adotá-los.

Com esse desejo em mente, força de vontade e o apoio do pai, nasceu o projeto 'Sou de rua mas tô limpinho'.

"O nome do projeto veio da ideia de que realmente são de rua mas agora estão limpinhos", contou Thiago.

O primeiro banho foi em 9 de janeiro de 2021, e com o apoio da Arca de Noé (ONG de Antônio Prado), os dois começaram a banhar os cachorros recém resgatados e nos cachorros que serão adotados. Até esse final de semana (05/12/2021) já foram 48 banhos.

Com o crescimento do trabalho, a dupla pai e filho encontraram no ensaio fotográfico uma oportunidade de aumentar as chances das adoções dos animaizinhos.

"Porque as pessoas se interessam mais se os peludos aparecerem em fotos mais bonitas. A ONG já constatou isso, daí meu pai faz e edita as fotos que vão pro meu Instagram", relatou.

E quem acompanha o seu perfil pode perceber que, além dos bichinhos, ele ama chapéus. O gosto pelo acessório é tamanho que o garoto ganhou o apelido de 'Guri do Chapéu'. Isso porque a cada clique é um modelo diferente, é muito charme! E esse estilo foi influenciado pela mãe, que lhe deu o primeiro modelo.

Nesse quase um ano de amor e trabalho duro para os animais abandonados, o jovenzinho conta que um cãozinho muito lhe marcou, pois mesmo cego é muito esperto e apesar das dificuldades é muito amigo, carinhoso e calmo.

A cada banho e adoção é uma motivação para continuar o seu trabalho e tamanha dedicação não passa despercebida, pois pessoas inspiradas com o seu trabalho acabam doando produtos para os banhos, e assim ajudam a manter o projeto. O trabalho só tem crescido graças ao apoio dos pais.

"Meu pai e minha mãe são os maiores apoiadores do meu projeto. Eles apoiam eu e meu irmão em tudo que fazemos", disse.

E feliz com os frutos que tem colhido, Thiago deixa uma mensagem para aqueles que amam os animais e não sabem como ajudar:

"Que as pessoas não tenham medo de adotar. É a melhor coisa do mundo, mas que adotem sabendo que o pet não é uma coisa, ou um brinquedo. É um ser que vai viver muito e que só quer dar amor pra gente. Que não tenham preconceito com os cães adultos, pensa, ele já faz tudo no lugar certo, não precisa ensinar. Se não puder adotar, porque não tem espaço, ou o lugar não permite, apadrinhe um peludo, isso mesmo, com ração... ou bota um potinho de ração e água na tua calçada".

Que a história de Thiago sirva de inspiração e que você se sinta tocado a ajudar um serzinho necessitado. Ajudar faz bem!

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário