Para salvar sua cachorrinha, jovem não pensa duas vezes e toma atitude heroica durante inundação

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

Na manhã do dia 27 de julho, Chloe Adams, uma jovem de 17 anos, moradora da cidade de Whitesburg, em Kentucky, nos Estados Unidos, acordou com águas fortes invadindo a sua casa. A jovem mora com os seus avós, mas na ocasião estava sozinha com Sandy, a cachorrinha que tem desde criança. E para sobreviverem, ela nadou com a pet até o telhado de uma casa.

"Havia água até onde minha visão alcançava", disse ela à CNN em uma mensagem. "Eu tive um ataque de pânico total."

Chuvas torrenciais históricas, associadas às mudanças climáticas, deixaram centenas de casas submersas no estado norte-americano. Andy Beshear, governador do estado, informou no domingo, 31, que o número de mortos subiu para 26, sendo quatro crianças. Chloe e Sandy fazem parte dos sobreviventes.

Os avós da jovem estavam refugiados no segundo andar da casa do seu tio a poucos metros de distância e gritaram para que Chloe ficasse em casa até que a ajuda chegasse. Porém, como havia pouco sinal de celular e com certeza a linha telefônica do socorro deveria estar congestionada, tomou a decisão de sair dali o mais rápido possível.

"Meu primeiro pensamento foi que precisávamos nadar até a casa do meu tio", onde o resto de sua família estava se abrigando, disse ela.

Primeiramente, ela colocou a cachorrinha na água para ver se ela sabia nadar, em vão. Então numa breve olhada pela casa, teve a ideia de colocá-la dentro de uma gaveta de plástico de seu armário para mantê-la seca e, depois, a colocou em cima de uma almofada para mantê-la flutuando.

"Finalmente tive um plano que acreditava… que poderia funcionar", disse ela. "Eu sabia dos perigos de tentar nadar em águas profundas e em movimento, mas senti que não tinha escolha."

Durante o percurso, o único local não submerso que encontrou foi o teto de um armazém e, ali se refugiou com a cadelinha até que chegasse ajuda. A dupla ficou no local, por mais de cinco horas até que o seu tio chegou de caiaque para resgatá-las. Sua vó chorou de emoção ao ver a neta sã e salva.

"Meu coração está com todas as outras pessoas que perderam e sofreram muito mais do que eu nesta terrível devastação", acrescentou Chloe.

Mais tarde, o pai da jovem, Terry Adams, escreveu um post no Facebook, dizendo:

"Palavras não são suficientes.Perdemos tudo hoje... tudo, exceto o mais importante".

As regiões onde a água baixou, voluntários estão ajudando os moradores. Segundo o governo local, centenas de pessoas tiveram que ser desalojadas de suas casas.

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário