Gatos 'adotam' filhote pit bull que quase foi devorado pela própria mãe

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

A escritora Ale Oviedo conheceu o cãozinho Nicolas quando ele tinha apenas uma semana de vida. Ele era o menor de uma ninhada de 8 pit bulls e por alguma razão estranha, sua mãe literalmente devorou 3 de seus irmãos e estava em vias de fazer o mesmo com ele.

Quando foi resgatado, a mãe de Nicolas já havia mastigado a pata dele. Foi um sufoco para tirá-lo de perto dela com sucesso, e mais algumas semanas de apreensão para cuidar do ferimento na patinha dele, que precisou ser amputada.

"Ele era minúsculo [...] e a lesão não tinha um bom prognóstico. Mas após dias de cuidados e muito carinho, com muita ajuda dos meus gatos e dos meus outros 5 cães, ele se transformou em um adorável cão", escreveu a mamãe adotiva no Bored Panda.

Hoje Nicolas é um doguinho saudável que tem a melhor companhia do mundo: os amorosos gatinhos de Ale Oviedo.

Confira mais fotos da família abaixo:

1.

2.

3.

4.

5.

6.

Dicas de como ajudar cães e gatos a serem amigos

Aquele mito de que cães e gatos são inimigos naturais já caiu em descrédito há bastante tempo. O fato é que eles podem ser excelentes amigos e companheiros para todas as horas.

No entanto, caso você tenha gatos e cachorros em casa que não se dão bem, separamos algumas dicas abaixo que podem ser úteis:

1. O ideal é promover a amizade entre eles desde o início, quando são pequenos. Caso isso não tenha sido possível, busque aproximá-los cuidadosamente, através de recompensas.

2. Sempre haverá uma tensão inicial, mas assim que os ânimos se acalmarem, recompense os bichinhos com um biscoito ou com um patê gostoso. Com o passar do tempo, eles associarão os momentos de paz com comidinhas gostosas, e buscarão ficar a maior parte do tempo tranquilos e juntos.

3. Estimular um comportamento pacífico entre eles eventualmente irá virar uma regra e eles nem se lembrarão de que se estranharam no início.

4. Manter o espaço, a comida e a caminha separados é sempre uma boa ideia, de modo que eles não disputem entre si.

5. Proponha brincadeiras entre os dois. Lembre-se: cães e gatos não são inimigos naturais, apenas animais territorialistas que precisam de tempo para se acostumar com a presença do outro.

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário