Mulher avista 'cachorro' debilitado caminhando em estrada então descobre ser outro animal

 

Quem faz parceria com os animais anda de mãos dadas com a paz e sob a proteção de Deus.

 

Enquanto caminhava em uma rodovia perto de Mount Rogers, na Virgínia, EUA, uma mulher avistou de longe um animal muito debilitado, aparentemente parecia um cachorro.

Vê-lo naquele estado deixou a americana entristecida, pois, por que ele estaria ali? Longe da cidade e até mesmo de uma vila? O que a levou acreditar haver sido abandonado e que estava lutando para sobreviver.

Ela apressou seus passos para se aproximar do animal, mas mesmo assim não conseguiu chegar perto o suficiente para ajudá-lo.

Mas deixá-lo naquela situação não era uma opção, então ela fotografou o bichinho e enviou o registro para o Departamento de Recursos da Vida Selvagem da Virgínia, certa de que o socorro logo chegaria.

Algumas horas depois, a equipe do departamento entrou em contato com a mulher, lhe informando que, na verdade, o animal que ela havia visto vagando não era um cachorro e, sim, um filhote de urso.

O animal estava abatido porque havia contraído um caso grave de sarna, o que explicava as feridas e manchas calvas. Infelizmente os ursos negros da Virgínia estão sofrendo de uma doença de pele altamente contagiosa e com coceira que está se espalhando entre os ursos e para uma área geográfica maior no estado.

Segundo o portal de notícias The Washington Post, funcionários da vida selvagem disseram que a doença, conhecida como sarna, é causada por ácaros e está aparecendo com mais frequência este ano em ursos negros.

Ela já havia sido detectada no estado americano, mas só recentemente começou a se espalhar para mais áreas da comunidade. Especialistas disseram que não têm certeza do que está causando esse aumento.

A bióloga do Departamento de Recursos da Vida Selvagem da Virgínia, Katie Martin, está supervisionando um projeto para localizar e tratar ursos com sarna.

"Combater a doença é muito difícil porque é difícil isolar indivíduos doentes uns dos outros. Não há planos de tratamento em grande escala, mas estamos conduzindo uma iniciativa de pesquisa para examinar as taxas de movimentação de ursos infectados", disse a bióloga.

Em um post do Facebook, o Departamento de Recursos da Vida Selvagem da Virgínia escreveu:

"Fotografias desses ursos durante o tempo em que estão usando a coleira também são extremamente úteis. Se você tirar uma foto de um urso com um colar de rastreamento (pequeno colar preto que cabe no pescoço) na parte noroeste da Virgínia, envie sua foto e informações de localização através da Linha de Ajuda para Conflitos com a Vida Selvagem ([email protected]). Essas imagens combinadas com os dados da coleira serão extremamente benéficas para entender o ciclo de uma infestação de sarna".

 

Na vida animal e humana, o que impera é a maternidade, o afeto, a proteção e a sobrevivência.

Amar, respeitar e proteger os animais.

Verdadeiros amigos, companheiros fiéis na alegria, na dor, para a vida toda!

Preste atenção ao nosso site, forneceremos informações mais valiosas.

 
Comentário do usuário